Seguidores

segunda-feira, 8 de abril de 2013

EUA se preparam contra ataque da Coreia do Norte. Conheça o arsenal do Exército ianque



A Coréia do Norte, que vem ameaçando os EUA nos últimos dias com ataques utilizando "meios nucleares modernos, leves e diversos", conta com 1,2 milhão de militares em serviço ativo e com ao menos 5 milhões de reservistas. 

Em caso de um conflito armado, esse Exército vai encontrar do outro lado a Coréia do Sul, que conta com o "guarda-chuva nuclear" norte-americano. 

Conheça um pouco melhor os equipamentos que os Estados Unidos disponibilizaram para os aliados sul-coreanos e como o Exército ianque planeja se defender de Pyongyang.
No último dia 29 de março, os Estados Unidos mobilizaram dois bombardeiros B-2 Spirit para um exercício militar inédito nos céus da Coréia do Sul. 
A aeronave, invisível aos radares e capaz de transportar armas nucleares, já foi usada pelos EUA em situações bélicas no Iraque e na Líbia. Além disso, o B-2 é capaz de voar até 44 horas e lançar bombas convencionais e nucleares.

Segundo uma declaração das forças norte-americanas na Coréia, "esta missão levada a cabo por dois bombardeiros B-2 Spirit demonstra a capacidade dos Estados Unidos para levarem a cabo ataques de precisão e de longa distância, de uma forma rápida e sempre que quiserem”.
O THAAD (Terminal High Altitude Área Defesa) é uma bateria de defesa de mísseis usada para defender as suas bases militares na ilha Guam, no Pacífico, afirmou o Pentágono nesta quarta-feira (3). 

O sistema é capaz de identificar o lançamento de um míssil inimigo, acompanhar o projétil e lançar um interceptor para derrubá-lo.
Os americanos também enviaram para a Coréia do Sul dois caças F-22 que já participaram de exercícios militares.


O porta-aviões nuclear USS George Washigton é mais um apoio americano aos sul-coreanos, com uma média de 87 aviões de guerra a bordo e três tipos diferentes de lança-mísseis.
Há também uma enorme plataforma submarina dotada de um potente radar SBX-1 próxima à costa da Coreia do Norte, com o objetivo de monitorar os movimentos militares dos inimigos norte-coreanos.

Um jato A-10 pertencente à Força Aérea dos EUA pousa em uma base americana em Osan, ao sul de Seul.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE VOCÊ ACHA!!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem sou eu