Seguidores

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Defesa do consumidor alerta Dilma sobre acordo com Facebook; entenda

Quando e esmola é demais, principalmente, no mundo online, desconfie

A parceria do governo federal com o Facebook visa a facilitar o acesso gratuito à internet para todos. O referido projeto da empresa americana, Internet.org, já está sendo tocado em vários países do mundo. Mas a verdade é que não é tão gratuito assim, porque quase nada se faz de graça no mercado da internet, e muito menos quando se trata do Facebook. Por isso um grupo de defesa do consumidor, a Proteste, e outras 33 entidades civis encaminharam à presidenta Dilma uma carta criticando o acordo, que foi anunciado há duas semanas.
Segundo matéria publicada no site do ‘O Dia’, o problema é um velho conhecido da indústria de tecnologia e, particularmente, no Brasil: a tal da reserva de mercado, que tanto atrapalhou o desenvolvimento do país. O documento encaminhado à Dilma é claro nesse ponto: quando o Facebook promete acesso gratuito e exclusivo a aplicativos e serviços, ele acaba limitando o acesso a outros serviços da rede, “oferecendo aos usuários de baixa renda acesso a apenas uma parte da internet”.
Ainda segundo a publicação, já vivemos isso há muito tempo, ainda nos anos 1990, e o ‘malvado’ da vez era a Microsoft, que quis tomar conta da internet. Acabou processada por abuso de poder e monopólio. Agora o Facebook está indo pelo mesmo caminho. A liberdade de escolha do usuário tem que ser respeitada. Foi o mesmo erro em que caiu a Microsoft.
A carta da Proteste para Dilma diz isto: “Esta estratégia da rede social, realizada em parceria com operadoras de telecomunicações e provedores de conteúdo, desrespeita o princípio da neutralidade, ainda que garanta o uso dos aplicativos e conteúdos mais populares”.
Fonte: O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE VOCÊ ACHA!!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem sou eu