Seguidores

sábado, 5 de maio de 2012

ARTIGO: Arrasado pela morte



A pergunta seguinte é uma das 172 perguntas e respostas do novo livro, Max on Life.
Pergunta n° 148
O filho de sete anos dos nossos vizinhos morreu na semana passada. Eles estão arrasados. Nós também. O que podemos dizer a eles?
Deus é um Deus bom. Precisamos começar aqui. Apesar de não entendermos suas ações, podemos confiar em seu coração.
Deus só faz o que é bom. Mas como a morte pode ser boa? Alguns enlutados não fazem esta pergunta. Quando a quantidade de anos ultrapassa a qualidade dos anos, não perguntamos como a morte pode ser boa.
Mas o pai do adolescente morto pergunta. A viúva do jovem soldado pergunta. Os pais da criança de sete anos perguntam. Como a morte pode ser boa?
Parte da resposta pode ser encontrada em Isaías 57:1-2: “O justo perece, e ninguém pondera isso em seu coração; homens piedosos são tirados, e ninguém entende que os justos são tirados para serem poupados do mal. Aqueles que andam retamente entrarão na paz; acharão descanso na morte”.
A morte é a maneira de Deus poupar as pessoas do mal. De que tipo de mal? Uma doença extensa. Um vício. Uma época sombria de rebelião. Não sabemos. Mas sabemos que nenhuma pessoa vive um dia a mais ou a menos do que Deus planeja. “Todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir” (Salmos 139:16).
Mas os dias dela foram tão poucos…
A vida dele foi tão breve…
Para nós parece assim. Falamos de uma vida curta, mas comparada à eternidade, quem tem uma vida longa? Os dias de uma pessoa na terra podem parecer uma gota no oceano. A sua e a minha podem parecer um golinho. Mas comparadas à eternidade do tamanho do Pacífico, até os anos de Matusalém não enchem mais do que um copo. Tiago não estava falando apenas aos jovens quando disse: “Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa” (Tiago 4:14).
No plano de Deus toda vida é longa o suficiente e cada morte é oportuna. E mesmo que você e eu queiramos uma vida mais longa, Deus sabe melhor.
E – isto é importante – mesmo que você e eu queiramos uma vida mais longa para os nossos amados, eles não querem. Ironicamente, o primeiro a aceitar a decisão de Deus da morte é quem morre.
Enquanto estamos balançando a cabeça em descrença, eles estão levantando as mãos em adoração. Enquanto estamos lamentando em um túmulo, eles estão maravilhando-se no céu. Enquanto estamos questionando Deus, eles estão louvando a Deus.
Autor: Max Lucado
Fonte: Irmãos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE VOCÊ ACHA!!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem sou eu